10 dezembro, 2011

Get Love - Manga

Get Love!! (também conhecido por Get Goal!!)é um manga de Go Ikeyamada. No total tem 30 capítulos reunidos em 7 volumes.

Sinopse (em inglês):
Sagara Yuki is a high school student who's shorter than all the other guys in his class. Moriyama Miki is the girl who admires him despite his small stature. Follow the hijinks and the romance between Sagara and Moriyama as they become closer and conquer the obstacles to their love! Was soccer mentioned?

Originalmente este manga era de um volume, e adorei-o. Só mais tarde soube que tinha sido serializado, e decidi ler, mas maldita hora em que o fiz, pois ao esticarem a história mais do que o suposto, estragaram tudo, enchendo os capítulos com cenas ridículas.
Foi extremamente estúpido quando, num determinado capítulo, a Miki confundiu o irmão do namorado pelo namorado e quase teve sexo com ele.- Sinceramente! Quem fazia uma confusão dessas quando eles nem são irmãos gémeos? Que parvoíce!
Por isso em termos de história, praticamente só primeiro volume se safou e os restantes nada mais foram do que tentativas patéticas de "fazer render o peixe" e que, pelo menos para mim, estragaram o manga. Pois por mais amoroso que fosse o romance entre os dois protagonistas, todas as «reviravoltas' eram clichés estúpidos e muitas vezes criminosos mesmo, que não eram levados com a seriedade que seria de esperar. O pior dos quais não deverá ter sido a aposta que fizeram com uma outra equipa de futebol, em que se perdessem, a Miki teria de  servir sexualmente a equipa adversária. É imbecil!

E, termos de desenho, quem conhece os outros trabalhos da mangaka já deverá estar habituado ao estilo.
Os rapazes parecem quase todos iguais e facilmente se confunde uns com outros. E com as raparigas acontece o mesmo, especialmente porque esta mangaka, em todos os seus trabalhos, tem protagonistas demasiado semelhantes.Ainda assim as personagens são todas bastante adoráveis e os chibi são muito giros.

Resumindo, depois de um primeiro volume muito divertido e 'fofo', o manga esticou-se por mais seis volumes que pouco mais foram do que desculpas idiotas para fazer a 'mina' durar. Não gostei dos desenvolvimentos (muitas vezes imbecis) e preferia ter apenas conhecido este manga pelos primeiros capítulos. Certamente teria saído com uma visão mais satisfatória deste trabalho de Go Ikeyamada.

09 dezembro, 2011

Ai Kora - Manga

Ai Kora (Love Collage) é um manga shounen de Kazurou Inoue (o mesmo que fez Mirori no Hibi). No total teve 120 capítulos, incluídos em 12 volumes.

Sinopse (em Inglês):
Maeda Hachibei is peculiar, because, when most males lusting after gorgeous females, he instead lusts after discrete parts. When he relocates to Tokyo to attend school, he finds himself living in a dormitory with five females, each possessing a distinct ideal physical trait he desires: gorgeous blue eyes, bullet-train breasts, a deep dulcet voice, and straight "anime-esque" legs. Can he manage to keep his wits when these women surround him? Although you would not be completely incorrect if you believe this is like Love Hina… Hachibei is no Keitaro. (Source: Musashi Quality) Vol.12 contains the oneshot "The Boy Who Heard Too Much", written before Inoue Kazurou was a serialised mangaka. It was later reworked into the basis for 'Heat Wave'.

Tendo adorado o anterior trabalho deste mangaka (Midori no Hibi) foi com grandes expectativas que peguei neste Ai Kora. Infelizmente, a meu ver, este não chega aos calcanhares do Midori No Hibi. Mas em vez de estar aqui a fazer comparações, vou mas é falar realmente no que gostei e não gostei neste Ai Kora.

Para começar gostei muito do Maeda (protagonista). Ele é bizarro, disso não há dúvida. Além disso é um pervertido, mas a verdade é que é também uma personagem extremamente consistente e bem construída. Além do mais é bom ter um protagonista que é confiante, apesar de muito estranho, mas que ainda assim tem um bom coração e está disposto a tudo para proteger aquilo de que realmente gosta. Também algumas das outras personagens principais são dignas de nota, nomeadamente a Tenmaku e a Ootori, personagens por as quais acabei por torcer de uma forma ou de outra e que foram sendo convenientemente desenvolvidas ao longo da história.

Tenho no entanto de dizer que achei que, neste manga, o autor introduziu demasiadas personagens. Claro que muitas apreciam em um ou dois capítulos e depois só voltavam esporadicamente, mas aí é que está a confusão. Eram tantos que quando um voltava a aparecer eu já não me lembrava quem ele era nem qual a sua história. Para mim este foi o grande defeito do manga. No entanto devo também dizer que, a nível de personagens centrais, o autor conseguiu dar-lhes o destaque merecido e concluiu exemplarmente a história (dentro do estilo).

O enredo é completamente nonsense (tresloucado, mesmo!) e este é um manga que não pode nem deve ser levado a sério. Se o virmos pelo que é, até nos podemos divertir muito com as parvoíces em que O Maeda e as outras personagens se metem. Não esperem grandes mistérios, mas sim muita loucura e poderão sair agradavelmente surpreendidos.

A nível de desenho, é o que o autor nos habituou em trabalhos anteriores, mas fez-me grande impressão ver personagens demasiado parecidas com outras do Midori no Hibi, por exemplo. A nível de unicidade de desenho de personagens, o mangaka falha e muito. Mas em contrapartida sabe criar personalidades bastante distintas.

Resumindo, é um manga divertido para passar umas tardes relaxadas, mas sem nada que o destaque dos restantes. Acaba da melhor forma que seria possível numa história destas e tem algumas personagens memoráveis.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails